DISCIPLINAS

Saúde

Lúpus

De sentença de morte a doença controlada

A  A  A     

13 de outubro de 2010

Ídolo da música pop, famosa ainda jovem, Lady Gaga foi diagnosticada com lúpus. Doença autoimune do tecido conjuntivo, o lúpus pode atacar qualquer região do corpo humano, sendo capaz de ficar escondido durante anos. O paciente com lúpus pode apresentar desde simples manchas na pele e dores nas articulações, até complicações renais, acidente vascular cerebral e enfarte, podendo mesmo morrer por causa da doença.

Apesar de os anticorpos estarem no nosso organismo para protegê-lo, no lúpus, eles são os verdadeiros vilões, ficando completamente desregulados. Na realidade, os anticorpos ficam tão desregulados que passam a considerar os tecidos e as células do próprio organismo como corpos estranhos, atacando-os. Durante a entrevista em que anunciou a doença, Lady Gaga deu mais detalhes sobre o seu caso.

- Lúpus é genético na minha família. Eu fui diagnosticada com a doença, mas não tenho nenhum sinal dela. De qualquer forma, tenho que cuidar muito bem de mim mesma – explicou a cantora ao apresentador norte-americano Larry King.

De sentença de morte a doença controlada

Embora seja uma doença considerada rara, o lúpus é mais comum em jovens do sexo feminino, principalmente na faixa entre os 20 e 40 anos (Lady Gaga tem 24). Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), em torno de 5 milhões de pessoas têm lúpus, com maior incidência da doença entre os negros. Estudos médicos apontam como causa do lúpus um defeito genético, que pode ser passado de forma hereditária. Entretanto, existem casos de pacientes apresentarem a doença sem terem tido algum caso na família anteriormente.

Considerada como uma sentença de morte no passado, o lúpus atualmente pode ser controlado através de medicamentos, com 78% dos pacientes conseguindo viver até muitos anos. O tratamento da doença consiste em combater os sintomas que vão surgindo, como a febre e as manchas na pele. Deve-se sempre tomar cuidado para evitar infecções, pois elas costumam se disseminar com mais facilidade nos portadores do lúpus. 

Apesar de poder levar uma vida normal, o paciente com lúpus deve tomar alguns cuidados para evitar a disseminação da doença. O risco maior de doenças cardiovasculares exige do paciente um controle da alimentação, evitando comidas gordurosas e afastando o risco de obesidade. Vale lembrar que o Sol é um dos maiores vilões dos pacientes com lúpus, já que os raios ultravioletas provocam manchas e bolhas na pele.



compartilhe em: Twitter Facebook Windows Live del.icio.us Digg StumbleUpon Google

EDUCA

O seu portal de ensino online.

CONTATO

4002-3131

regiões metropolitanas

08002830649

demais regiões