Papo Sério

Você come bem?

Só junk food ou equilíbrio?

A  A  A     

14 de setembro de 2014

A alimentação é um assunto que deixa muita gente de cabelo em pé. Os exageros acontecem dos dois lados: tanto no excesso de comida, como na privação alimentar, e os jovens e adolescentes são particularmente muito vulneráveis aos problemas alimentares.

Há um grande problema de obesidade no mundo todo e, no Brasil não é diferente. Uma camada grande da população está acima do peso ou obesa. Jovens também! Uma parte do problema se deve a uma alimentação inadequada, com excesso de alimentos ricos em calorias, que engordam. Além disso, as pessoas estão muito mais sedentárias, o que faz com que essas calorias a mais não sejam “queimadas”.

Para reverter esse quadro é importante que as pessoas aprendam a comer bem (dieta variada, rica em grãos, frutas, verduras e carnes mais magras) desde cedo. Lógico que os alimentos mais gordurosos ou mais calóricos não precisam ser banidos da vida da gente, mas devem ser consumidos com moderação. 

Comer bem é um processo que se aprende. Se você está acima do peso e, se os hábitos alimentares da sua casa estão errados, vale a pena um papo com um nutricionista. Ele pode orientar sobre uma alimentação mais saudável. E não se esqueça da atividade física para completar a história. 

Algumas pessoas têm descontrole alimentar: nos momentos em que estão ansiosas ou tristes, fazem verdadeiros “ataques” à geladeira. Essas pessoas podem ganhar peso e precisam de uma avaliação psicológica para saber por que estão compensando na comida algumas insatisfações emocionais. 

Por falar em emoções, vamos falar do extremo oposto da questão: os jovens que não comem nada porque têm pavor de engordar. Eles têm uma preocupação absurda com sua imagem corporal e acham que sempre estão fora de forma e acima do peso. Essas pessoas podem estar sofrendo de anorexia nervosa, um distúrbio que pode colocar a saúde da pessoa em risco. 

Anoréxicas emagrecem muito, ficam doentes e mesmo assim acham que estão gordas. Outro transtorno alimentar é a bulimia: as pessoas fazem dietas absolutamente inadequadas, se privam de tudo que gostam e acabam tendo episódios de “escape”, nos quais comem tudo o que está pela frente. Os dois distúrbios precisam do acompanhamento de uma série de profissionais (psiquiatra, psicólogo, nutricionista, médico endocrinologista e etc) para que a pessoa seja reeducada para se alimentar. 

Viu como uma coisa tão gostosa e prazerosa quanto a comida acaba gerando uma série de problemas para algumas pessoas? Se você sente que tem dificuldade em se alimentar bem, procure ajuda especializada!



compartilhe em: Twitter Facebook Windows Live del.icio.us Digg StumbleUpon Google
O seu portal de ensino online.
Assine agora!
4002-3131
regiões metropolitanas
0800 283 0649
demais regiões
Fale Conosco Fechar