Nutrição

Comer menos nem sempre emagrece

Distribua o seu total calórico em diversas refeições

A  A  A     

14 de maio de 2012

Por Maribel Gonçalves de Melos

Distribua o seu total calórico em diversas refeições,  o ideal são 6 refeições ao dia!!!

Seguir esta dica é um grande truque para melhorar o aproveitamento de calorias e nutrientes, ótimo para quem deseja perder ou manter o peso, pois estabiliza os níveis de glicose e insulina no sangue e inibe a fome. Ajuda a prevenir diabetes e colesterol alto e não sobrecarrega o organismo.

Quando se faz somente três refeições por dia, geralmente passamos muito tempo sem comer e isso desperta um alerta que o corpo está passando necessidades, então o metabolismo fica mais lento para poupar energia. Além disso, passa a queimar massa muscular, poupando as gorduras para dias piores, o que é ruim.

Dessa maneira, quem acredita que comendo menos vezes vai emagrecer mais, acaba tendo o efeito contrário. Ficar muito tempo sem comer, também gera ansiedade para a próxima refeição, o que acaba fornecendo muito combustível para o organismo de uma só vez, sendo mais do que ele pode utilizar naquele momento.

A nossa grande fonte de energia, a glicose, não consegue entrar nas células sem a ajuda da insulina, para isso o corpo produz uma grande quantidade dessa substância, o que é um obstáculo para quem quer perder peso.

Quanto mais rápida e intensa a secreção de insulina após uma refeição, mais devagar e moderado é o uso das gorduras. Assim, elas continuam estocadas no nosso corpo, em lugares quase sempre indesejáveis. Mas, isso pode ser evitado se as refeições forem mais frequentes. Pois sendo assim, a glicose é oferecida ao organismo em doses menores, sendo absorvida aos poucos.

Outra vantagem de se fazer mais refeições é que a digestão queima calorias. Quanto mais refeições o organismo digerir, mais vai gastar energia. Incluir vegetais junto às refeições principais aumenta o trabalho interno para digerir. E a melhor opção para os lanches entre as refeições principais são as frutas e as oleaginosas como castanhas, nozes e amêndoas, sempre cuidando da quantidade a ser consumida.

OBS: Maribel Gonçalves de Melos é nutricionista.



compartilhe em: Twitter Facebook Windows Live del.icio.us Digg StumbleUpon Google
O seu portal de ensino online.
Assine agora!
4002-3131
regiões metropolitanas
0800 283 0649
demais regiões
Fale Conosco Fechar