Menina não Entra

Miley Cyrus vem aí!

Fãs se mobilizam para os shows

A  A  A     

05 de setembro de 2014

Com três shows programados para este mês de setembro, a cantora, compositora  e artista americana, Miley Cyrus, volta ao Brasil para se apresentar em Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro. Sua turnê prosseguirá depois pela Argentina e Austrália. 

Miley Cyrus se tornou uma artista polêmica pelo seu comportamento ora ousado, ora bizarro.  No último 24 de agosto, na edição do VMA 2014 (Video Music Awards) em Los Angeles, quando ela recebeu o principal prêmio da noite – o de melhor vídeo do ano - a cantora não subiu ao palco. O agradecimento foi feito por um sem-teto, que a acompanhava. Ele leu um discurso emocionado sobre crianças abandonadas no país, enquanto a cantora chorava na plateia. Depois, Miles postou no Facebook um vídeo pedindo doações em favor da Friend's Place, uma instituição de apoio a jovens que não têm onde morar, prometendo premiar os colaboradores com o sorteio de uma viagem ao Rio de Janeiro para assistir ao seu show em 28 de setembro.

O fato é que as apresentações da cantora nunca são iguais ou sem-graça. Ela sempre arranja um jeito de provocar, incomodar ou simplesmente chamar a atenção. 

De boa moça à personagem de tablóides (jornais de fofocas)

Miles tem 22 anos, mas começou sua vida artística, quase casualmente aos 14. Um dia, na escola, uma agente do Disney Channel apareceu oferecendo testes às meninas para a personagem Lilly, de um novo seriado chamado “Hannah Montana”.


Lilly era a melhor amiga da personagem principal, Chloe Stewart. Miles gravou uma fita e enviou à Disney, que ligou para ela e pediu que fizesse mais um teste, só que dessa vez para ser a protagonista (personagem principal!).
 
A série era sobre uma menina também de 14 anos que vivia uma vida dupla: de noite era uma superestrela pop e de dia apenas uma adolescente normal que frequentava a escola e tinha seus próprios conflitos.  A protagonista conquistava amigos, passava por situações engraçadas e dava lições de moral. Com o papel principal, Miley realizou seu maior sonho: atuar e cantar.
 
O jeito, as características e o sotaque da atriz foram influenciando o roteiro da série que se transformou em um sucesso internacional. Assim “Hannah Montana” e Miles passaram a ser um dos produtos mais valiosos da Disney entre de 2006 e 2010. Durante esse período a artista se firmou como cantora e compositora internacional, fazendo shows, turnês e lançando álbuns. 
 
Mas a adolescente estava crescendo e os problemas vieram. Algumas vezes Miles precisou se desculpar publicamente por seu comportamento, valendo-se de uma frase que virou sua marca: “Aprenda com seus erros!”
 
Os tablóides também não são fáceis de lidar. Quando ela emagreceu, insinuaram que estava deprimida, mas a atriz explicou a perda de peso em razão da dieta que elimina glúten, que lhe faz mal. De fato, entre as exigências para seus shows no Brasil estão alimentos sem glúten e canela.
 
Porém, a grande virada no seu visual, estilo e performance veio com a mudança de gravadora em janeiro de 2013. Mais sexy e descolada e com entrevistas mais maduras, Miles nem parece a mesma. Sua performance no palco está mais para Madonna e Lady Gaga do que para Chloe Stewart de Hannah Montana.
 
No entanto, um artista é um produto para seus agentes, empresários e investidores. Quanto de encenação e marketing existia por trás da antiga Miles, artista do Disney Chanel, e quanto tem por trás da nova?  Não se sabe, mas o sucesso continua porque sua voz e interpretação são realmente muito boas! 
 



compartilhe em: Twitter Facebook Windows Live del.icio.us Digg StumbleUpon Google
O seu portal de ensino online.
Assine agora!
4002-3131
regiões metropolitanas
0800 283 0649
demais regiões
Fale Conosco Fechar