Dia a Dia

Homens grávidos

A  A  A     

13 de julho de 2015

Homens grávidos? A expressão é curiosa mas reflete bem o que sentem os pais durante a gestação. Fome fora de hora, desejos esquisitos por comidas exóticas, sonolência e enjôos freqüentes costumam acometer os homens, geralmente os marinheiros de primeira viagem, durante o período da gravidez.

A sociedade em geral destina as atenções exclusivamente às mulheres, relegando a segundo plano a outra metade participante do processo, que também pode apresentar vários sintomas comuns às mães. Curiosamente o fenômeno não termina após o parto. Nas semanas seguintes, alguns homens apresentam outros distúrbios: cansaço excessivo, irritabilidade, aumento no consumo de álcool, dores de cabeça e febre.

Ainda que não haja alterações físicas e hormonais como nas mulheres, os homens ainda podem até apresentar depressão pós-parto, por uma série de razões:

- Ciúme em relação ao bebê. Racionalmente ele não existe, afinal o filho foi uma escolha do casal e nasceu para deixá-lo ainda mais unido. Mas o excesso de atenção dedicada à criança pode deixar os homens em segundo plano no início, gerando ciúmes que tem como causa o nascimento do bebê.

- A mãe é a responsável pelos principais cuidados com o bebê: o aleitamento e a proximidade física mais prolongada com a criança podem criar um sentimento de rejeição nos pais, levando-os a pensar que não seriam tão importantes quanto as mulheres.

- A paternidade representa o aviso definitivo de que a idade adulta chegou. Muitos pais, especialmente aqueles mais jovens, têm dificuldade em encarar esta mudança, seja por se julgarem incapazes de cumprir as obrigações ou por medo de deixar para trás uma fase “menos complicada” da vida.

- Desde os últimos meses da gravidez, quando a barriga já limita muitos movimentos, algumas mulheres optam por abster-se sexualmente. Este comportamento dura até algum tempo após o nascimento, variando de acordo com as mudanças físicas e hormonais na mãe (muitas perdem completamente o desejo neste período), e podem deprimir os pais, novamente devido ao sentimento de rejeição.

E se você pensa que este fenômeno é recente, criado pelo estresse contemporâneo ou por mais uma daqueles modismos de comportamento, enganou-se. Há tempos algumas tribos indígenas espalhadas pelo mundo adotam um ritual onde o homem definitivamente desempenha o papel de grávido. Chama-se couvade. A Couvade Couvade, um termo com origem francesa, é o nome do retiro a que o homem se submete durante a gestação, tomando precauções que seriam exclusivas das futuras mamães. Incluem-se aí os cuidados com a alimentação, abstinência sexual e o afastamentos dos trabalhos.

O ritual, que hoje tem definições diferentes ao redor do mundo, teve início em tribos indígenas da América do Sul e da África, com várias superstições associadas a ele e simbolicamente apresentava o homem como gerador da vida. Durante o parto, o homem participava ativamente para “absorver” as dores que as mulheres sentiam. Depois, deitava-se em uma rede para descansar e enfrentava um período de jejum até queda do umbigo da criança.

Atualmente a prática é conhecida na psicologia como Síndrome de Couvade e apesar de aparentemente pejorativo, o termo designa os sintomas típicamente apresentados pelas mulheres durante a gestação, mas que estranhamente aparecem também em seus parceiros. Para o bebê, felizmente, as reações físicas e psicológicas de pais e mães não tem muita influência em seu bem-estar. Já com os pais...

Apesar da alegria pela chegada da criança os sentimentos estão em ebulição, fazendo a mudança do sorriso para choro levar alguns segundos para ocorrer. E para os homens, mesmo aqueles que não sentiram mudanças em seus comportamentos, é importante lembrar :dedicar mais tempo à mãe durante o período pré-gestação é tão ou mais importante que ficar com o bebê nos dias e semanas seguintes ao nascimento. Mesmo que você não a acompanhe naquele desejo de comer feijoada na madrugada...



compartilhe em: Twitter Facebook Windows Live del.icio.us Digg StumbleUpon Google

EDUCA

O seu portal de ensino online.

CONTATO

4002-3131

regiões metropolitanas

08002830649

demais regiões