DISCIPLINAS

Dia a Dia

Pragas urbanas

Como evitá-las?

A  A  A     

26 de fevereiro de 2015

Formigas, ratos, baratas e cupins. Quem nunca sofreu por causa da visita indesejável de algum desses animais? Chamados de pragas urbanas esses bichinhos chegam de mansinho e aos poucos infestam a casa. Ter inquilinos como esses é muito perigoso, pois são fontes de transmissão de doenças. Saiba os riscos que cada um oferece e como se livrar deles.

Os tipos de pragas

Baratas – são insetos extremamente resistentes. Podem sobreviver 45 dias sem comida e 15 dias sem água. Não gostam de luz, por isso preferem locais escuros. São encontradas em caixas de esgoto, caixas de passagem, ralos, cisternas e lixeiras. Transmitem doenças como diarreias, alergia, tifo e hepatite. Dentro das residências, as baratas costumam passear pelos rodapés, e, às vezes, nas noites quentes, costumam voar. Outras baratas preferem locais onde haja preparo de alimentos, como cozinhas, infestando despensas, armários, fornos, geladeiras, freezers e motores de eletrodomésticos, locais sempre com água, alimento e abrigo.

Infelizmente não existe muito a ser feito para evitar o aparecimento delas. Deixe frestas, fendas e buracos que possam servir como esconderijos sempre fechados, vede as partes inferiores das portas de acesso, mantenha o lixo em sacos e não deixe acumular resíduos em pias. Fazer uma dedetização preventiva ajuda.

Cupins – esse bichinho é tão devastador que pode destruir completamente algum objeto de madeira que encontre pela frente. Existem duas espécies de cupins: os de madeira seca, que infestam móveis, pisos e portais; e os de subterrâneo, que infestam madeiras que tenham sofrido a ação de fungos, decorrentes de umidade. Eles gostam de se esconder em mobílias e em lugares escuros e úmidos e se  reproduzem muito rápido. Só para se ter uma ideia: uma rainha pode colocar até 30 mil ovos. Os meses de agosto a outubro são propícios para a infestação. Quando o foco não é bem atacado, o grupo pode se dividir em dois, aumentando o número de ovos.

Também não existe muito a ser feito para evitá-los, mas tente, quando comprar um imóvel ou objeto, se certificar de que não houve infestação ou que a peça está protegida contra as pragas. Conserte todo o tipo de infiltração e umidade para evitar que eles tenham um ambiente propício para reprodução. Não estoque madeira em casa e faça descupinização preventiva.

Formigas – elas são insetos que se reproduzem rapidamente. Uma rainha coloca os ovos que se tornam larvas, depois pupas, até se tornarem adultas. Quem nunca viu no azulejo da cozinha uma trilha de formigas caminhando em direção a uma pequena fresta? As formigas caseiras preferem habitar locais onde haja manipulação de alimentos, como as cozinhas. Caso elas infestem outros cômodos, como quartos e banheiros, procure frestas para serem vedadas, deixe sempre tudo muito limpo e evite consumir alimentos fora da cozinha. Mantenha também a tampa do lixo sempre fechada.

Elas parecem inofensivas, mas podem transmitir amebíase. A maneira de se livrar delas é prevenindo. Vedar bem frestas e buracos, principalmente na cozinha. Não deixe resíduos de alimentos em pias, bancadas e em eletrodomésticos. Feche bem a tampa dos vidros e potes com alimentos. Faça dedetização preventiva contra formigas.

Roedores – existem três tipos de roedores que podem ser visitas indesejadas. O camundongo de coloração cinza, castanha ou branca gosta de alimentos açucarados e vive em áreas secas, construindo ninhos em gavetas e armários com papéis. O rato de telhado possui coloração entre preto e cinza e vive sob o forro dos telhados. A ratazana, que chega medir 20cm, tem coloração castanha, é nadadora e vive em locais úmidos e próximos a fontes de água. Esse é o pior tipo, pois vivem em sistemas de esgotos, córregos, granjas, depósitos de rações e espalham doenças como leptospirose, tifo e raiva.

Para afastar essa praga de casa, mantenha o lixo em sacos plásticos sempre tampado, sem esquecer de limpar a lixeira. Não deixe alimentos para animais domésticos expostos durante à noite, deixe sempre o terreno limpo sem amontoados de vegetação e não acumule objetos vazios em garagens e sótãos. Prefira a dedetização preventiva a comprar raticidas, como o “chumbinho”. Esse veneno é muito perigoso, principalmente para crianças e animais, pois pode matar em questão de minutos. Deixe um especialista cuidar disso! Além disso, a detetização oferece garantia. No caso de uma reinfestação, ainda dentro do prazo, o consumidor tem o direito de pedir que o serviço seja refeito.

Traças – as traças dos livros são insetos que se alimentam de substâncias ricas em proteínas, açúcar ou amido, sendo muito comuns em residências. Elas são atraídas por papéis que contenham cola (papel de parede, livros encadernados em brochura, etc), roupas engomadas e tecidos. Raramente atacam roupas de lã e outros produtos de origem animal. As traças podem causar enormes danos e, por isso, há necessidade de controle periódico anual. As traças apresentam hábitos diurnos e noturnos, sendo ativas à noite e escondendo-se durante o dia, evitando contato direto com a luz. Por isso, quando acendemos a luz de um cômodo, elas procuram um lugar para se esconder.

Para prevenir a infestação, algumas medidas precisam ser tomadas: controlar ou eliminar vazamentos, evitar o acúmulo de jornais, livros e revistas velhas, selar frestas e ranhuras na estrutura, evitar guardar caixas de papelão e limpar periodicamente livros e outros materiais estocados. Fazer a dedetização preventiva ajuda muito.

Pombos – é comum ver essas aves por toda a parte e ainda por cima sendo alimentadas, mas muita gente não faz ideia do perigo que elas representam. As fezes dos pombos podem conter fungos e outros microrganismos causadores de doenças graves como toxoplasmose, doenças respiratórias e ainda transmitir piolhos e pulgas, contaminando animais domésticos. Suas fezes também sujam e destroem o patrimônio, pois são ácidas e deterioram materiais. Seus ninhos entopem calhas e quando ocorrem próximo a aeroportos podem ocasionar acidentes.

Os pombos se reproduzem rapidamente e várias vezes durante o ano. Em média, depois de 10 dias após o acasalamento, a ave põe os ovos. Após cinco semanas, os bichos nascem. Eles costumam viver em torno de quatro anos, mas existem registros de aves que viveram 15 anos. Os pombos alimentam-se de uma variedade de grãos, sementes, lixo orgânico e pequenas plantas.

Afastar os animais da propriedade não é fácil, mas algumas medidas podem faze-los ir embora. Evitar alimentar os pombos é uma das melhores maneiras de prevenção, pois sem comida eles abandonam o local. Consertar falhas em estruturas que permitam a formação de ninhos e vedar as bordas entre os telhados e a laje também ajuda a afastar os bichos. É proibido matar pombos. As aves estão protegidas pela Lei de Crimes Ambientais, por isso não alimentá-las é a melhor maneira de evitá-las.

Os pombos são portadores de parasitas, como piolhos, percevejos, ácaros, carrapatos e moscas que infestam as casas e lojas, podendo causar alergias, sintomas de rinite e asma. Se algum local da casa estiver com fezes ou ninhos, procure uma empresa especializada em higienização e desinsetização. Com o auxílio de poderosos produtos químicos, o lugar vai ficar livre dos fungos que contaminam.

Escolha bem a empresa

Não é difícil encontrar empresas para fazer o serviço de dedetização. Na televisão, no rádio, nos jornais e nas listas telefônicas surgem sempre alguns nomes. Antes de contratar uma, explique seu problema, faça uma pesquisa de preços e verifique se ela tem alvará de funcionamento expedido pela Vigilância Sanitária. Isso é importante porque muitas firmas de dedetização sequer têm registro e usam produtos químicos não autorizados pelo Ministério da Saúde.

As pragas podem até sumir, mas sua família vai estar correndo risco de intoxicação. Às vezes é melhor pagar um pouco mais caro para ter tranqüilidade e satisfação. Porteiros e funcionários de condomínios não devem fazer esses trabalhos, já que não foram treinados para isso.

Dicas gerais:

- Evite acumular sacos com lixo, limpe as vasilhas que o armazenam e jogue fora diariamente.

- Ralos de pia, banheiros, cozinha e área de serviço devem estar sempre limpos e fechados.

- Evite guardar comida dentro de fogões, micro-ondas e armários.

- Os armários de despensa devem estar fechados e os alimentos sempre fechados em embalagens apropriadas para evitar migalhas espalhadas.

- Limpe sempre livros e caixas e evite acumular jornais e revistas velhas.



compartilhe em: Twitter Facebook Windows Live del.icio.us Digg StumbleUpon Google

EDUCA

O seu portal de ensino online.

CONTATO

4002-3131

regiões metropolitanas

08002830649

demais regiões