DISCIPLINAS

Acontece

Últimos acontecimentos mundiais comentados e contextualizados, três vezes por semana no ar!

Oceanos

Fundamentais em diversos aspectos da nossa vida.

A  A  A     

08/06/2015 · 12:01

No mês do Dia Mundial do Oceano, em 08 de junho, é importante relembrar a importância dos mares. De acordo com os pesquisadores, é do oceano que provêm grande parte do oxigênio que respiramos. Além disso, eles garantem que os mares são responsáveis por absorver o excesso de gás carbônico que lançamos na atmosfera, controlando assim o clima e a água da terra.

Fronteira da Biodiversidade

Embora apenas 5% dos oceanos tenham sido observados pelos humanos até agora, já é possível provar que eles são a grande fronteira da biodiversidade, do clima e dos recursos minerais. Pesquisas já revelaram que os minúsculos fitoplânctons produzem, como resultado da sua fotossíntese, mais de 50% de todo o oxigênio da Terra. Pelo mesmo processo, absorvem entre 25% e 30% de todo o CO2 emitido pelo homem. Nos últimos 200 anos, os mares absorveram também 80% do calor adicionado pela ação humana.

Água doce vem dos oceanos

Aproximadamente dois terços da superfície de nosso planeta estão cobertos por água. No total, são cerca de 1,5 bilhões de quilômetros cúbicos desta substância elementar para a vida terrestre, e vista por muitos cientistas como condição fundamental para a existência de vida em outros planetas. Das reservas de água da Terra, apenas 3% são de água doce, correspondendo os demais 97% às águas salgadas dos oceanos. A água que está nos mares evapora para a atmosfera retornando à superfície como chuva e neve, num ciclo de restauração de rios, lagos e aquíferos. Logo, sem os oceanos salgados não há água doce na Terra.

Aproximadamente dois terços da superfície de nosso planeta estão cobertos por água.

Do pouco que se pode afirmar sobre os mares é que a maior parte está mergulhada na escuridão. A profundeza do mar começa cerca de 300 metros abaixo da superfície, limite para presença humana. Além disso, é possível afirmar ainda que é dos oceanos que surgem as riquezas do pré-sal e de minérios, como o cobalto, importante para indústria de eletrônicos.

Oceanos: origem da vida

Os oceanos representaram o local de início de toda forma de vida. Há cerca de 4,6 bilhões de anos a Terra se formou através de uma nuvem de gás e poeira em rotação, que deu origem ao Sistema Solar. A origem da vida aconteceu cerca de 600 milhões de anos depois, há 4 bilhões de anos atrás, nos lagos e oceanos da Terra primitiva.

Do conjunto de relâmpagos e luz ultravioleta do sol, ocorria a separação de moléculas simples, que se recombinavam em moléculas complexas. Esses produtos se dissolviam nos oceanos, complexificando as moléculas, até que uma delas se tornou capaz de se reproduzir, ainda que de forma rudimentar, produzindo assim o primeiro ancestral do ácido desoxirribonucleico (DNA).

Os primeiros organismos se tornaram as algas azul-esverdeadas microscópicas que dominaram a Terra por longo período histórico. As novas formas de vida surgiram somente há 600 milhões de anos, através da explosão cambriana. Assim, rapidamente, os organismos se tornaram mais complexos, originando os primeiros seres vivos.

Preservação

Preservar estes grandes reservatórios de água não significa deixar de desenvolver atividades em sua extensão. O homem sempre os utilizou e continuará utilizando para extração de recursos, transporte e recreação. Contudo, é necessário que isso aconteça de forma sustentável para que os oceanos permaneçam saudáveis e continuem a nos fornecer os recursos que necessitamos.



EDUCA

O seu portal de ensino online.

CONTATO

4002-3131

regiões metropolitanas

08002830649

demais regiões