Acontece

Últimos acontecimentos mundiais comentados e contextualizados. 2 vezes por semana no ar!

Caiuajara dobruskii

Nova espécie de pterossauro é encontrada no Brasil.

A  A  A     

18/08/2014 04:28

Os dinossauros são sempre motivos de curiosidades. Grandes, pequenos, carnívoros ou herbívoros estes animais causam tanto fascínio que mesmo depois da confirmação científica de sua existência muitas pessoas ainda ficam em dúvida.

A paleontologia, que é a ciência que estuda os fósseis e a vida pré-histórica, já comprovou  através de pesquisas, registros e descobertas que os dinossauros habitaram a Terra há milhões de anos.

Para fortalecer ainda mais esses argumentos, a Universidade do Contestado de Santa Catarina (UNC) divulgou uma interessante descoberta. Foram encontrados, próximo a um lago no município de Cruzeiro do Oeste, no sul do estado do Paraná, 47 fósseis de animais pré-históricos.

A espécie foi definida pelos pesquisadores como um pterossauro, ou seja, um tipo de réptil voador que viveu durante o período Cretáceo. É a primeira vez que pterossauros são encontrados no sul do Brasil, anteriormente, foram descobertos apenas na região nordeste.

De acordo com a pesquisa, que reuniu Centro Paleontológico da Universidade do Contestado (UNC), o Museu Nacional do Rio de Janeiro, a Universidade Federal do Paraná (UFPR) e a Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), trata-se de uma nova espécie.

Batizado de Caiuajara dobruskii, os 47 esqueletos foram descobertos todos juntos, sinalizando   que viviam em colônias. Os fósseis eram de diferentes idades, permitindo que os cientistas identificassem a evolução. A nova espécie apresentou saliência entre os olhos e crista óssea na parte superior da cabeça. Os estudos também revelaram que o dinossauro aprendia a voar muito jovem.

Espécies Brasileiras

Outras espécies já foram descobertas em território brasileiro. Entre elas:

O Uberabatitan ribeiroi, de incríveis 15 metros de comprimento, descoberto na cidade de Uberaba, São Paulo.

O Saturnália tupiniquim, com 1,5 metro de comprimento, encontrado no Rio Grande Sul, na cidade Santa Maria.

O Amazonsaurus maranhensis, com aproximandamente 10 metros, que habitou o território do estado do Maranhão.

O Santanaraptor placidus, com 2,5 metros, que viveu na região da bacia do Araripe, no Ceará, há cerca de 110 milhões de anos.

Teoria da Extinção

A teoria mais disseminada sobre a extinção dos dinossauros é a queda de um esteroide na Terra. A hipótese é que o impacto fomentou uma densa poeira que impediu a passagem de luz solar, culminando na morte das plantas, por falta de fotossíntese, e dos animais, por causa da escassez de alimentos. 

Museus

É necessário ressaltar que estas descobertas ainda não terminaram e com certeza os paleontólogos podem encontrar mais fósseis no Brasil e em outros países. Enquanto isso, visite museus para ver os fósseis de perto você. Lá, você terá noção do quanto esses animais revelam sobre a evolução de muitas outras espécies que conhecemos hoje.
 



O seu portal de ensino online.
Assine agora!
4002-3131
regiões metropolitanas
0800 283 0649
demais regiões
Fale Conosco Fechar