Acontece

Últimos acontecimentos mundiais comentados e contextualizados. 2 vezes por semana no ar!

Febre chikungunya

Ministério da Saúde está atento ao aumento dos casos da doença no Brasil.

A  A  A     

26/09/2014 03:30

O Ministério da Saúde brasileiro está atendo aos diagnósticos da febre chikungunya. A doença transmitida pelos mesmos mosquitos da dengue (Aedes Aegypti e Aedes Albopictus) registrou o aumento de casos na região Norte e Nordeste.



As duas primeiras incidências da febre chikungunya foram confirmadas no Amapá, no Oiapoque, e posteriormente, quatorze outros casos foram identificados em Feira de Santana, na Bahia. Os últimos dados revelam que em uma semana o número de pessoas com a doença subiu de dois para dezesseis.

O Ministério da Saúde já enviou uma equipe de especialistas para estes estados com o objetivo de verificar as origens do desenvolvimento da febre e localizar possíveis criadouros dos mosquitos. Além disso, ações de prevenção e tratamento de pacientes também serão realizadas.

As equipes de saúde informaram que a disseminação está ocorrendo internamente no Brasil, isto é, as pessoas contaminadas foram infectadas em território brasileiro e não no exterior. De acordo com as investigações, a população brasileira ainda não desenvolveu anticorpos contra o vírus e por isso, inicialmente, a multiplicação pode ser massiva.

Arthur Chioro, ministro da saúde, enfatizou que "é possível falar em epidemia, mas a gente ainda não consegue ter a dimensão do número de casos, nem a velocidade de propagação da doença. Quando não há registro de casos e aparece alguns, você caracteriza como epidemia, no primeiro momento."

Antes de 2014, o Brasil havia registrado, em 2010, apenas três casos de febre chikungunya, no entanto, os pacientes tinham sido contaminados no exterior. Este ano soldados vindos do Haiti foram diagnosticados com a doença.

De acordo com as investigações, a população brasileira ainda não desenvolveu anticorpos contra o vírus.



Característica da  febre chikungunya

A febre chikungunya é uma doença viral, apresenta sintomas parecidos com os da dengue e o diagnóstico é feito através de exames laboratoriais. Vale observar, que não há uma versão hemorrágica e letal. Entre os sintomas mais comuns estão:

- Dor de cabeça
- Dor muscular e nas articulações
- Erupções na pele
- Febre alta

Os médicos enfatizam que as dores musculares e nas articulações são intensas, prejudicam os movimentos e podem incomodar mesmo depois do fim da febre.  O tratamento exige o uso de medicamentos, hidratação e muito repouso.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o nome chikungunya está relacionado as fortes dores e a postura curvada que os pacientes ficam por causa das dores.  Chikungunya na língua dos povos macondes, de Moçambique, significa “aqueles que se dobram”.

Responsabilidade social

A contenção do vírus é considera difícil, mas os trabalhos que evitam a proliferação dos mosquitos podem ser feitos por todos nós. Por isso, não deixe água parada em calhas, lajes ou pneus, por exemplo. A responsabilidade de combater a febre chikungunya e a dengue perpassa por toda a sociedade.



O seu portal de ensino online.
Assine agora!
4002-3131
regiões metropolitanas
0800 283 0649
demais regiões
Fale Conosco Fechar