DISCIPLINAS

Papo Sério

Minhas espinhas só pioram. E agora?

A  A  A     

18 de maio de 2015

A Páscoa chegou ao fim, mas os chocolates estão sempre presentes na vida dos adolescentes. Este tipo de doce, o favorito de muitos jovens, é freqüentemente associado a um problema muito comum na adolescência: o aparecimento de espinhas. Como é praticamente impossível fazer com que um adolescente deixe o chocolate de lado, a saída é entender porque ele influencia tanto na qualidade de nossa pele.

A culpa é do chocolate?

Não há estudos que comprovem a culpa do chocolate como causador de espinhas. O problema é que como todo alimento com grande concentração de gorduras, ele pode contribuir para o aumento da oleosidade da pele. Assim, os poros ficam obstruídos e concentram gordura, causando as inflamações e erupções tão conhecidas por nós.

Além do chocolate, frituras e outros pratos onde a gordura seja abundante podem contribuir para um agravamento das espinhas. As características individuais de cada organismo também influenciam bastante na composição do quadro. Isso explica porque algumas pessoas comem muitas frituras e chocolate e não apresentar maiores queixas com relação às espinhas, enquanto outras, com alimentação saudável, sofrem com o problema.

Na adolescência, os hormônios estão em ebulição e são responsáveis pelas mudanças drásticas ocorridas em nosso corpo, especialmente nas glândulas sebáceas (produtoras de gordura).

Cuidados importantes

Adotar uma alimentação saudável é o primeiro passo e geralmente o mais eficiente deles. Café, alimentos com muitas gorduras e iodo devem ter seu consumo reduzido, mas nem sempre é necessário eliminá-los completamente da dieta, já que as conseqüências do consumo variam individualmente. O mais importante é incluir fibras nas refeições e não deixar de tomar bastante água.

Mitos e verdades

Certas teorias são tão repetidas que acabam se tornando verdades absolutas. Veja algumas delas:

É verdade que a masturbação influi no aparecimento de acne?
Não há nenhuma relação entre espinhas e masturbação. Esse é um grande mito criado há tempos e que ainda hoje ganha eco, principalmente em círculos mais conservadores.

Todos os adolescentes sofrem com a acne?
Sim, todos eles. A diferença é a intensidade do problema. Enquanto alguns apresentam apenas pequenos cravos ou espinhas, outros precisam recorrer a tratamentos dermatológicos para eliminar marcas causadas pela acne.

Devo espremer as espinhas?
O péssimo hábito de espremer as espinhas pode trazer alguns benefícios instantâneos, como eliminar os pontinhos brancos do rosto. As lesões, no entanto, podem infeccionar ainda mais e deixar cicatrizes. Evitar levar as mãos ao rosto também é um bom remédio, já que elas estão cheias de bactérias e sujeiras.



compartilhe em: Twitter Facebook Windows Live del.icio.us Digg StumbleUpon Google

EDUCA

O seu portal de ensino online.

CONTATO

4002-3131

regiões metropolitanas

08002830649

demais regiões